Publicações Recentes
Anistia pede ‘transparência’ após enredo polêmico da Beija-Flor
Atualidade/textos

Anistia pede ‘transparência’ após enredo polêmico da Beija-Flor

por Jeferson Puff, da BBC Brasil Terceira maior detentora de títulos do Carnaval do Rio de Janeiro, atrás de Portela e Mangueira, a Beija-Flor só entrará na Marquês de Sapucaí às 23h40 da segunda-feira. Mas seu samba-enredo deste ano, Um griô conta a história: um olhar sobre a África e o despontar da Guiné Equatorial … Continuar lendo

Quem tem medo da regulamentação da Mídia no Brasil?
Atualidade/textos

Quem tem medo da regulamentação da Mídia no Brasil?

por Marcelo Hailer, para Revista Fórum A Constituição Federal de 1988 é objetiva em seu artigo 54 no que diz respeito à proibição da concessão de frequência em rádio e TV. Entre outras coisas, diz a legislação, o parlamentar não pode ser dono de “concessionária de serviço público”. Porém, a realidade é bem distinta do … Continuar lendo

Para se entender o terrismo contra o Charlie Hebbo de Paris
Atualidade/textos/textos

Para se entender o terrismo contra o Charlie Hebbo de Paris

por Leonardo Boff Uma coisa é se indignar, com toda razão, contra o ato terrorista que dizimou os melhores chargistas franceses. Trata-se de ato abominável e criminoso, impossível de ser apoiado por quem quer que seja. Outra coisa é procurar analiticamente entender porque tais eventos terroristas acontecem. Eles não caem do céu azul. Atrás deles … Continuar lendo

Atentado contra a extrema-esquerda na França
Atualidade/textos

Atentado contra a extrema-esquerda na França

Por João Alexandre Peschanski, para o blog Boitempo O Charlie Hebdo, cuja redação foi alvo de um atentado terrorista em 7 de janeiro de 2015, é um veículo de comunicação de extrema-esquerda. A origem política e artística dos principais nomes do veículo remonta aos anos 1960 na França. É a essa geração original que pertenciam … Continuar lendo

Comissão da Verdade divulga relatório final
Atualidade/textos

Comissão da Verdade divulga relatório final

A famosa Comissão Nacional da Verdade completou o ciclo de investigações, entrevistas e pesquisas, após mais de dois anos de existência, ao publicar o relatório final de suas atividades. A CNV, como é conhecida, foi criada para apurar e esclarecer as violações de direitos humanos cometidas entre os anos de 1946 e 1988 – período entre as … Continuar lendo